NOTÍCIAS

Neymara Carvalho campeã da vida

Neymara Carvalho 72dpi

 

Cinco títulos mundiais e uma lista aparentemente interminável de outros títulos, estaduais, pan-americanos, nacionais, entre outros, não são suficientes para definir Neymara Carvalho. As 37 anos, aquela que é talvez a mais emblemática campeã de bodyboard de sempre, despede-se este ano do Circuit Mundial e, consequentemente, do Sintra Portugal Pro.

 

"É uma etapa especial para mim. Sempre fui muito bem recebida aqui em Portugal e onde me dei bem muitas vezes", recorda Neymara, que evoca um ano em particular, quando causou muita controvérsia ao competir grávida de quatro meses... "Sim, foi engraçado porque nunca se tinha visto alguém competir a esse nível grávida de quatro meses e isso causou muita sensação, trouxe aqui muitos jornalistas. Bem, foi muito divertido mesmo", admite com um sorriso rasgado que é também a sua marca registrada.

 

A decisão de abandonar a competição ("internacional, apenas", como não se cansa de sublinhar), é motivada por um conjunto de factores, mas o principal prende-se com "outras responsabilidades", nomeadamente a sua dedicação a causas humanitárias e à política no seu Estado natal, Espírito Santo:

 

"Formei o Instituto Neymara Carvalho, que tenta ajudar jovens da Terra Vermelha, uma área desfavorecida da minha cidade. O que estamos tentando fazer é usar o bodyboard para integrar esses jovens na sociedade. Se possível, revelar novos talentos pra o desporto mas, se isso não for possível, pelo menos, dar-lhes valores e ferramentas para poderem singrar numa carreira ligada à modalidade, quer como treinador, instrutor, fisioterapeuta, etc. O importante é dar-lhes uma saída para uma vida melhor."

 

Para 2014, Neymara pode mesmo candidatar-se às eleições para deputada estadual.

 

 

Entretanto, hoje, no Sintra Portugal Pro 2013, realizaram-se duas rondas de Drop Knee, com os teóricos favoritos Dave Hubbard (Havai), César Bauer (Peru) e o campeão mundial em título, Sasha Specker, da África do Sul, a seguirem em frente.

 

Menos sorte tiveram os locais da Praia Grande Nicolas Rosner e Rento Paço, ambos eliminados. Rosner, português de ascendência alemã e norte-americana continua, todavia, a competir no GQS masculino, que hoje teve uma pausa, esperando melhores ondas para amanhã.

 

Na competição feminina, catarina Sousa foi mesmo a grande figura, passando a quarta ronda em primeiro lugar, batendo a ex-campeã mundial Eunate Aguirre e assegurando um lugar na sexta ronda, passando por cima das repescagens do round 5.