NOTÍCIAS

Joana Schenker bate Teresa Almeida e garante final do Sintra Pro

Houve golpe de teatro no Sintra Portugal Pro, com Joana Schenker a garantir a sua terceira final consecutiva na mais antiga etapa do Mundial APB ao bater Teresa Almeida, enquanto a líder do Mundial, Ayaka Susuki, perdeu com a brasileira Isabela Sousa e desperdiçou a oportunidade de vencer o título já na Praia Grande.

A japonesa Susuki acusou claramente a pressão e cometeu uma interferência sobre Isabela Sousa na primeira onda da bateria e praticamente entregou a final à brasileira quatro vezes campeã mundial.

Entretanto, Joana Schenker repetiu o percurso do ano passado, chegando à final, desta vez à custa da nazarena Teresa Almeida. A algarvia surfou de forma exemplar, batendo Teresa de forma clara com um total de 16 pontos contra 10.75.

Apesar do resultado expressivo na meia final, Joana Schenker mantém-se cautelosa ao perspectivar a final de amanhã: “Não há previsões. A Isabela é, 

 

para mim, a melhor bodyboarder do Mundo e uma inspiração para mim há muitos anos, pelo que é sempre difícil competir com ela porque tenho-lhe um grande respeito. Mas sei que é possível vencer-lhe, já o fiz aqui e amanhã vamos ver. Vou com tudo e logo se vê...”

 

Quanto às contas do título, Joana Schenker já tiha previsto que Ayaka poderia ter dificuldades pata chegar ao título em Sintra e a história confirmou-o, relançando a corrida ao ceptro mundial: “Ayaka terá de lutar na Nazaré e eu ainda só dependo de mim. O título deste ano está longe para mim, mas ganhando aqui fica muito mais próximo. Foi o que aconteceu o ano passado. Agora, se a história se vai repetir?...era bom.”

 

Entretanto, na competição masculina, o que restava das aspirações portuguesas terminou, com António Cardoso e Dino Carmo a serem eliminados nos oitavos de final e Daniel Fonseca a perder, por pouco, com o duas vezes campeão mundial Pierre Louis Costes. O campeão nacional deu, ainda assim, muita luta ao francês, perdendo com um total de 13.10 contra 13.50 de Costes.

“Fiz um excelente caminho até aqui, mas senti que perdi uma boa oportunidade. Nestas fases é tudo ou nada e calhou para o lado do Pierre. Fiquei a um heat do pódio e foi pena, mas também foi bom regressar de uma lesão para o meu melhor resultado de sempre no Mundial”, assumiu Daniel Fonseca.

Pierre acabaria depois por vencer a meia-final frente a Martin Mouradian, da ilha de Guadalupe, pelo que enfrentará na final o campeão do Mundo em título, Iain Campbell, da África do Sul. Campbell também fez um excelente percurso, ultrapassando o japonês Hayato Enokido nos quartos e o brasileiro Eder Luciano nas meias.

Finalmente, no Dropknee, o sonho português de Tiago Pimentão acabou na ronda 5, às mãos do francês Amaury Lavernhe e de Fabien Thazar, da Ilha Reunião.

A final de amanhã será disputada entre o atual campeão mundial desta variante, Sammy Morretino, e o lendário Dave Hubbard, ambos do Havai. Uma final importantíssima pois, recordamos, atribui o título mundial.

O check in, amanhã, será às 9h30.



 

ABSCS CM Sintra